Bodes e cabras

BENTO

Bento, O Cabra

Assim ele gostava de ser chamado.
Charmoso, amoroso, um ser cheio de vontades que expressava exatamente o que sentia.
Era impossível ficar triste perto dele!
Bento foi trazido pra nós em uma noite fria, estava em uma avenida movimentada, as crianças batiam nele…
Chegou e seu cheiro ficou.
Ficou em nossa alma pra sempre.
Sua alma em nossa alma.
Bento viveu algum tempo conosco, era idoso.
Virou a estrela mais engraçada do céu.
Ele amava quando a Coelha passava batom vermelho…
Bento conquistou todos nós.
E deixa em nós uma saudade infinita.
E um amor verdadeiro.

ÁLBUM DOS BODES E CABRAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *