‘Censo de Animais’ quer conscientizar tutores de animais de grande porte às margens das rodovias paulistas

De acordo com a concessionária Rota das Bandeiras, objetivo é reduzir as ocorrências no Corredor Dom Pedro; no primeiro semestre de 2020, foram 268 ocorrências de animais soltos

A concessionária Rota das Bandeiras, responsável pelo Corredor Dom Pedro, está realizando um levantamento das propriedades com animais às margens das rodovias. O ‘Censo Animal’ tem o objetivo de conscientizar tutores de animais de grande porte – como bois, cavalos e vacas – sobre a importância de manter o rebanho preso e diminuir o número de ocorrências na via.

De acordo com a concessionária, os proprietários de animais recebem orientação sobre os cuidados com a manutenção de cercas, entre outros itens. Com base no Art. 936 do Código Civil Brasileiro, os proprietários têm responsabilidades civil e criminal em casos de acidentes com os animais. Um folheto com dicas de segurança é entregue no momento da visita.

Somente no primeiro semestre deste ano, foram registradas 268 ocorrências com animais de grande porte no Corredor Dom Pedro. Em três casos, foram registrados acidentes com motoristas.

Quando ocorre uma apreensão – já foram 25 de grande porte este ano -, os animais são levados a um pátio em Louveira, onde recebem cuidados veterinários como vacinas e alimentação. Os proprietários têm oito dias para fazer a retirada dos animais. Depois desse período, caso o tutor não seja identificado, os animais são liberados para leilão, com a arrecadação destinada ao município e ao próprio pátio de apreensão para a cobertura dos gastos efetuados durante a estadia.

“Esse é um trabalho iniciado em 2015, e que agora foi novamente intensificado. O  cadastramento ocorre de propriedades lindeiras e também daquelas localizadas no interior dos bairros, mas que também possuem animais”, explica o coordenador de Tráfego da Rota das Bandeiras, Murilo Perez.

CENSO ANIMAL: Os proprietários de animais recebem orientação sobre os cuidados com a manutenção de cercas, entre outros itens.

Veja o que fazer em situações de animais na pista:

Reduza a velocidade, mas lembre-se de olhar pelo retrovisor para se certificar que nenhum veículo vem em alta velocidade;

Jamais buzine, para não assustar os bichos;

Não pisque os faróis ou jogue luz nos animais;

Ao fazer uma ultrapassagem, passe por trás dos bichos;

Após a ultrapassagem, sinalize para os motoristas que vêm em direção oposta sobre o perigo. Para isso, pisque os faróis.

Acione a Concessionária, por meio do 0800 770 8070.

Fonte: Estrada (Assessoria de imprensa da Rota das Bandeiras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *